Funcionária de supermercado denuncia injúria racial após cliente dizer que ela não faria o serviço direito por ser preta

 

Arquivo: sede do Carrefour de Anápolis — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Uma caixa de supermercado de 26 anos denuncia que foi vítima de injúria racial na terça-feira (10) após um cliente dizer que ela não conseguiria fazer o serviço direito por ser preta. Segundo o boletim de ocorrências, o homem ainda afirmou que as tranças que ela usava no cabelo seriam para o carnaval.

A jovem registrou o caso na delegacia de Anápolis, a 55 km de Goiânia. No registro da ocorrência, consta que um cliente chegou irritado ao local querendo pagar a fatura do cartão. Porém, durante o atendimento, ele fez ofensas à funcionária e, em seguida, foi embora.

O site G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa do Carrefour, supermercado em que a jovem trabalha, por e-mail enviado às 6h50 desta quarta-feira (11), e aguarda retorno.
Investigação
O caso foi registrado como injúria racial e está sendo investigado pelo 1º Distrito Policial de Anápolis.

"O cliente ficou nervoso durante o atendimento e começou a proferir xingamentos contra a funcionária relacionados à cor da pele dela. Agora, vamos encaminhar um ofício ao supermercado para conseguir os dados do cliente e ouvir testemunhas", disse a delegada Cynthia Christyane Alves.

Fonte: G1