Soldado do exército é preso após matar esposa e por filho para mamar no cadáver

 


A Polícia Civil do Amazonas em São Gabriel da cachoeira prendeu nesta terça-feira (9) um soldado do exército de 25 anos, pelo crime de feminicídio cometido contra sua companheira Anazilda Cordeiro Barra, que tinha 20 anos, e era indígena. O crime ocorreu na madrugada de domingo (07), por volta de 5h, na residência do casal, em Pari-Cachoeira, distrito daquele município.

Segundo o escrivão Celso Delgado, na noite do domingo testemunhas ouviram agressões físicas e verbais oriundas da residência do casal. Por volta das 6h, o suspeito pediu ajuda aos vizinhos relatando que Anazilda estava passando mal. Quando as testemunhas entraram na residência, encontraram uma criança de um ano e dez meses, filho do casal, como se fosse amamentado pela mulher, já morta.

“Recebemos a informação, por meio do 5° Batalhão de Infantaria de Selva, que o crime havia ocorrido em Pari-Cachoeira. Em contato com uma agente de saúde, com o líder da comunidade e com uma enfermeira do Exército, recebemos o relato dos acontecimentos. O acusado foi conduzido até a sede da delegacia e está sendo lavrado flagrante pelo crime de feminicídio”, relatou o escrivão.

Após os procedimentos, o acusado será recolhido à carceragem do 5° Batalhão de Infantaria da Selva, por ser soldado do Exército, onde permanecerá sob ordem judicial.

Fonte: Portal do Holanda