Advogado e radialista Célio Rezende morre de Covid-19, em Goiânia

 

Foto: Reprodução/Facebook

Ele tinha 67 anos, trabalhou em emissoras de rádio em Itumbiara e foi secretário de comunicação do município durante os mandatos do ex-prefeito José Gomes. Célio estava há 20 dias internado em tratamento contra a doença.


Após ficar cerca de 20 dias internado com Covid-19, o advogado e radialista Célio Rezende, de 67 anos, morreu em Goiânia. Ele é irmão do narrador esportivo César Rezende.

Célio faleceu na manhã de quinta-feira (4). Ele trabalhou em várias emissoras de rádio de Itumbiara, no sul do estado. Também foi secretário de comunicação e advogado da prefeitura durante os mandatos do ex-prefeito José Gomes, que morreu ao ser baleado durante uma carreata em 2016. Na ocasião, Célio também ficou ferido.

O advogado deixa esposa, dois filhos e uma neta. Em nota, o governador Ronaldo Caiado (DEM) lamentou a morte dele.

“Foi com imenso pesar que eu e minha esposa, Gracinha Caiado, recebemos a notícia de que o jornalista e advogado Célio Rezende de Faria faleceu. A todos os seus familiares e amigos, deixo minha solidariedade e o desejo de que, nesse momento de profunda tristeza e dor, Deus possa confortar o coração de cada um de vocês”, escreveu Caiado.
A Prefeitura de Itumbiara publicou uma nota de pesar nas redes sociais: “Célio Rezende construiu sua carreira no rádio, sendo uma referência no jornalismo. Prestou relevantes serviços ao município de Itumbiara na área de comunicação (Decom) e depois na assessoria jurídica da Secretaria Municipal de Saúde. Nossos pêsames à família enlutada e toda comunidade itumbiarense. Que Deus conforte a todos nesse momento difícil”.

José Eliton (PSDB), que também ficou ferido no atentado que matou Zé Gomes, postou uma homenagem ao amigo em uma rede social: "Aos amigos e familiares, nossas preces a Deus para que sejam consolados".

Fonte: G1