Ator João Vasconcellos quer ser indenizado por ex após ser inocentado das acusações de violência doméstica

 


Em 2018, o ator João Vasconcellos foi acusado de violência doméstica pela ex-mulher, a modelo Jessica Aronis. Passados três anos, ele foi inocentado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), por insuficiência de provas apresentadas pela defesa da vítima. Agora, no entanto, um novo ciclo começa. Ele entrou com uma ação indenizatória contra a ex por fraude processual e denunciação caluniosa.

Em conversa com o EXTRA, João admite que não gostaria de perpetuar o imbróglio judicial, mas decidiu levá-lo adiante por tudo o que diz ter perdido nesse período. “Fui apontado como culpado antes mesmo de um julgamento e uma sentença. De um dia para o outro, minha vida acabou. Recebi todo o tipo de ameaça nas redes sociais, inclusive de morte. Gente que me dizia que era para eu ter cuidado ao dobrar uma esquina”, narra ele: “O que aconteceu foi muito grave. Fui acusado por algo que não fiz. E por mais que eu soubesse da minha inocência, não havia outra forma de.provar que não fosse pela Justiça”.

João espera receber uma indenização pelos danos materiais que afirma ter sofrido, como a perda de contratos na TV e na publicidade. “É um cálculo difícil de ser feito. Eu e meus advogados estamos somando os valores tangíveis e os intangíveis”, explica João: “Minha agência (Ford Models) me dispensou, cancelaram minha participaçao numa série que eu já tinha gravado, assim como outras emissoras que cortaram todas as negociações para testes e programas, além de perder os cachês de campanhas que eu fazia”.

Ameaçado de morte nas redes sociais

Na época, João decidiu se isolar. Largou as redes sociais, não quis se manifestar sobre o assunto, terminou um namoro. “Entrei em depressão, perdi uma carreira que estava num momento bacana, peguei minhas economias e abri um restaurante. Precisava focar em outra coisa. Fiquei três anos desempregado na minha área e não é de uma hora para outra que as coisas vão surgir. Terei que recomeçar do zero”, avalia.

João reconhece que o relacionamento com Jessica já não ia bem quando ela o acusou de agressão, em abril de 2018. Na ocasião, áudios do ator foram vazados, com palavras bastante hostis. No processo, porém, ficou comprovado pela perícia que alguns deles foram descontextualizados e editados, de acordo com a Justiça. “Nossa relação estava em declínio.e piorou por conta de trabalharmos juntos. Nossas discussões acabavam se dando porque não nos entendíamos nessa questão profissional. Nós dois dissemos coisas desagradáveis um ao outro”, observa.

No processo, inclusive, há trechos que mostram que as agressões verbais eram de ambas as partes, mas que não houve agressão física da parte dele. A marca de uma equimose arroxeada no braço direito que Jessica afirmar ter sido provocada por João foi desconsiderada pelos peritos do caso, pois a modelo fez o exame de corpo de delito um mês após a data em que afirmava ter sido agredida e, segundo os técnicos, a equimose formada só poderia ter sido de três dias antes do exame.

Medo de se envolver

Nestes três anos, ele diz que procurou acompanhamento psicológico. João aida faz terapia, vive entre Rio e São Paulo, onde tem seu novo empreendimento, e não se envolveu com mais ninguém: “Estou solteiro. Preferi seguir sozinho e comigo mesmo. Nunca mais me envolvi com alguém. Fiquei mais cauteloso e tenho receio de me relacionar de novo”.

Fonte: Terra