Médico morre de Covid-19 mesmo após receber duas doses da vacina

 

Foto: Reprodução

Faleceu nesta terça-feira (9), por complicações da Covid-19, o médico boliviano Juan José Guzman Bellido, 49 anos, mesmo após receber as duas doses da vacina Coronavac. Atendendo na saúde sede do município de Castanheira (777 km de Cuiabá-MT), além de ir in loco atender pacientes do Programa Saúde da Família (PSF) no assentamento Vale do Seringal, o médico era obeso, diabético e, dias depois da sua intubação, não resistiu ao vírus. 

No dia 20 de fevereiro, depois de já ter recebido a segunda dose da vacina, o médico teve que ser transferido para o Hospital São Lucas, em Juína, para ser internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Posteriormente a internação e com seu quadro clínico se complicando, Juan foi transferido para Cuiabá e teve que ser intubado, no dia 25 de fevereiro. Após dias lutando contra o vírus, não resistiu e foi a óbito nesta terça-feira (9).

Sem saber exatamente os dias que o Doutor recebeu as doses da vacina, a secretária de Saúde de Castanheira, Ivania Tigre, pontuou que não houve tempo hábil do imunizante fazer efeito em Juan. O quadro de obesidade e diabetes também corroborou para as complicações oriundas do vírus.

No mesmo dia a técnica de enfermagem aposentada Zenira Lichekie, 57 anos, também morreu com Covid-19.

Segundo a secretária, o falecimento do médico e da técnica de enfermagem foi sentido em todo município, tendo em vista o trabalho profissional e social prestado pelos dois. A prefeitura de Castanheira decretou luto oficial por três dias após as perdas.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (09), 265.013 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 6.125 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Apenas nas últimas 24 horas foram 40 mortes pela doença, entre elas a de um jovem de 20 anos de Primavera do Leste.

Fonte: Olhar Direto