2020 foi um dos anos mais quentes da história

 


2020 foi um dos anos mais quentes da história recente do planeta Terra.

Um relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas revelou que a temperatura média global esteve 1,2ºC acima dos níveis pré-industriais – época em que o nosso planeta não sofria com a emissão de gases de efeito estufa.

Ao divulgar o documento, a ONU ressaltou que, no ano passado, nem mesmo a desaceleração econômica observada em todo mundo, em razão da pandemia de coronavírus, foi capaz de frear os fatores que impulsionam a mudança climática.

Ainda de acordo com a ONU, a última década foi a mais quente até hoje, sendo 2016 o ano mais que registou a temperatura média mais alta.

A ONU alerta para a necessidade urgente de agir e frear os efeitos desastrosos das mudanças climáticas, para proteger a humanidade.

No começo deste ano, um estudo da Agência Espacial Americana já tinha concluído que 2020 fora um ano quente.

De acordo com o que divulgou a Nasa, na ocasião, 2020 igualou o recorde do ano mais quente da história, que é 2016.

Outras agências climáticas, como a Europeia Copernicus e a NOOA - Agência Americana para o Clima -, dizem que 2020 ficou ligeiramente  abaixo do ano recorde.