Conta de luz vai pesar ainda mais no bolso do consumidor em maio: bandeira tarifária é vermelha

 


A conta de luz vai pesar ainda mais no bolso do consumidor neste mês de maio. 

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica, a bandeira tarifária no quinto mês do ano será vermelha, patamar 1, o que significa cobrança extra de 4 reais e 17 centavos para cada 100kWh consumidos. 

No mês passado, a bandeira foi amarelo, com cobrança de um real e 34 para cada 100kWh consumidos.  

De acordo com a Aneel, abril marcou o fim do período de transição entre as estações úmida e seca nas regiões das principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional. E o período terminou  com o pior aporte hidráulico da história do Sistema, medido desde 1931.  

Ou seja, os principais reservatórios começam o período mais seco do ano com estoques reduzidos de água, um cenário desfavorável para a produção de energia pela hidrelétricas 

Lembrando que bandeira é verde quando os reservatórios de água estão cheios e as condições para geração de energia nas hidrelétricas são favoráveis. Aí, a tarifa não sofre nenhum acréscimo.  

Diferente do que acontece quando a bandeira é amarela ou vermelha. Essas cores indicam que as condições são menos favoráveis e há mais custos para a produção de energia - custos que são repassados ao consumidor, na cobrança de um valor extra por quilowatt-hora consumido, a depender do grau de criticidade 

Para evitar consumo alto de energia e, conseqüentemente, contas mais caras, é importante economizar, usar a energia de forma consciente. Algumas das principais dicas são: tome banhos mais curtos, de no máximo 5 minutos, não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado e apague a luz ao sair de um cômodo.